WING CHUN




Wing Chun - é uma arte marcial  que usa a velocidade e o conceito de Jieh Lick 
(usar a força do adversário contra ele próprio) em vez da força bruta.

* É uma arte marcial extremamente prática e eficaz, contendo "aplicações" de luta de rua . * Não tem que se ter muita força muscular, estar numa forma física excelente, ou ser muito flexível para ser proficiente em wing chun (o que torna o wing chun uma das poucas artes marciais que pode ser praticada em todas as idades).* Foi a arte que Bruce Lee aprendeu e na qual se baseou para criar a sua própria arte.* É ensinada hoje em dia a várias forças policiais em todo o mundo.
O sistema contém uma variedade enorme de técnicas, incluindo:
  • Bloqueios e ataques com o membro superior (punho, palma, cotovelo, dedos e ataques com o antebraço)
  • Pontapés, joelhadas, "rasteiras"
  • Chaves
  • Luta de chão (groundfigthing)
  • Desenvolvimento da Energia Interna (Chi Kung)
  • Palma de ferro
  • Armas (bastão e facas borboleta)





O sistema contém apenas três formas de mão, uma forma no boneco de madeira e dois conjuntos de armas. Muito menos que outros estilos ou artes marciais, que podem atingir um número de 72 formas de mão, e 36 formas de armas. No entanto, embora as formas sejam poucas e fáceis de aprender, para dominá-las exige paciência, perseverança e determinação. Este domínio das formas de Wing Chun é importante pois elas são consideradas como as "Chaves do sistema".


SIU LEEM TAU
A primeira forma, chamada Siu Leem Tau, A Pequena Ideia. Ensina o aluno os movimentos básicos de mão, assim como muitos dos conceitos, ou "ideias" do sistema. O conceito da linha central -a espinha dorsal do sistema - é introduzido nesta forma. O estudante aprende simultaneamente a postura básica em conjunto com a forma adequada em relaxar num movimento, afundar o peso e massa, manter a calma e para executar a técnica com o máximo vigor e correctamente. Aprende também os   princípios por trás de cada um dos movimentos da forma como ataque e defesa. Uma vez que essas qualidades são desenvolvidas e atingidas em certa medida, o aluno, começa a aprender as cinco formas básicas de footwork, chamado Ma Boh ("Posturas do cavalo") e uma série de exercícios para desenvolver a melhor técnica, força, tempo e ângulos na estrutura. Ele ou ela continuam a praticar a forma Siu Leem Tau e vão começar a desenvolver as habilidades integrantes da compensação da mente, tranquilidade, afundamento do peso, massa e estrutura, desenvolver a sua energia e "suavidade", que no Wing Chun significa "força flexível." Neste nível, o aluno também começa a treinar Chee Sau, ou "Mãos Coladas", chamado assim devido à forma como os braços das duas pessoas se unem, com fluxo de energia para a frente recíproca entre eles. O aluno também treina Chee Don Sau (só uma mão “colada”) e treina também o Ciclo de Lop Sau (Ciclo das mão que agarram). Isto dá ao aluno uma boa base de Wing Chun para o desenvolvimento da sua sensibilidade básica e tempo de reacção, chamado Gum Gock Ging.


CHUM KIUUma vez que o aluno atingiu proficiência em todas as áreas acima descritas, ele ou ela, em seguida, avançam para a segunda forma de mão do sistema. Esta forma chama-se Chum Kiu, que significa "Procurar a Ponte", mas o mesmo termo também pode ser interpretado como "Afundar a Ponte," a palavra Chum é homófona em Chinês, que pode significar "procurar" ou " afundar". O termo "Bridge"referido aqui, entende-se como o contacto entre duas pessoas, mas, mais especificamente, o antebraço.
Na forma Chum Kiu, ao aluno é introduzido formalmente o conceito de posição de luta e uma variedade de passos “stancework”e a combinação baseada nos cinco Ma Boh, posturas de movimento ensinadas no nível anterior. Ao aluno é instruído em maior detalhe a teoria da linha central no que diz respeito à linha central horizontal.
Os olhos são treinados na Chum Kiu para focar rapidamente e há mais ênfase no desenvolvimento da energia, tanto externamente, no binário de forças dum ataque ou defesa, bem como internamente através de aprender a fluir o Chi, ou energia interna, sem problemas para as várias partes do corpo.
O conceito de movimentos no tempo em relação a um adversário, conceito de timing, é estudado em detalhe. Conceitos das teorias das pirâmides e do Yin/Yang são analisados ​​e discutidos em pormenor, de modo a que o aluno consiga absorver todos os detalhes.
O estudante do nível da Chum Kiu também aprende a bater com os pés, caracterizados pela sua curta distância e velocidade. Um velho provérbio sobre dar pontapés diz: "Gyeuk Moh Hoy Fot", ou seja, "Um pontapé nunca erra." No Wing Chun, os pontapés raramente vão acima do nível da cintura e nunca acima do nível do peito. Isto deve-se à estrutura económica do sistema e o perigo inerente (dentro dum contexto de Wing Chun) de levantar o pé durante o combate, uma acção que imobiliza automaticamente temporariamente o retrocesso. Os pontapés do Wing Chun podem ser executados com defesa, ataque ou “trapping” ou uma combinação de quaisquer dois. Para desenvolver essa habilidade, o aluno é orientado a praticar alguns dos exercícios ensinados anteriormente com pontapés inseridos em pontos estratégicos nos ciclos repetitivos de exercícios.



Mook Yan Joang 

No momento em que o estudante chegou a um domínio substancial das duas primeiras formas de mão, ele ou ela estão prontos para começar o treino formal sobre o MookYan Joang-"homem de madeira em poste" ou boneco de madeira, que até agora já foi utilizado pelo aluno/a para treinar movimentos de defesa e ataque, pontapés básicos, bem como para endurecer os membros para prepará-los para o contacto com outra pessoa nos exercícios de dois homens.
O boneco de madeira é representa uma pessoa, com três posições de braços e uma de perna, colocadas em ângulos estratégicos, bem suportado.
A formação sobre o MookYanJoang desenvolve a capacidade de liberar a força e energia suavemente num objecto fixo. Algumas outras áreas desenvolvidas durante esta fase são a compreensão e utilização da linha central, a capacidade para "fechar o fosso", que flui a partir de um movimento para o seguinte, e numa aplicação mais realista das mão e pernas. Devido ao ângulo perfeito da estrutura do boneco de madeira e do som nítido feito pelos encaixes quadrados,funcionam com uma caixa de música e atingindo-o correctamente tem um som perfeito. Mesmo o menor erro na própria estrutura tende a ser ampliada e pode, portanto, ser imediatamente reconhecido e corrigido.
Todo a forma de movimentos do boneco de madeira, chamado Mook Yan Joang Fot Yut Ling Bot contém 108 técnicas, mas apenas os primeiros 60 movimentos são ensinados ao aluno neste momento. Somente após a conclusão da próxima fase (Biu Jee) podem os restantes 48 movimentos do boneco serem aprendidos. Isso ocorre porque a parte II daforma é composta por movimentos que ainda não foram introduzidos pelaSiuLeem Tau ou pela Chum Kiu. Muitas técnicas de pontapés que não aparecem na segunda ou terceira forma são encontrados nesta parte da forma do boneco de madeira.
Muito se aprendeu com a prática constante no MookYanJoang. Os alunos aprendem a direccionar a energia correctamente, manter o corpo a uma distância adequada do boneco eo ângulo correcto em relação ao centro. Energia para Furar, ou Ging Chee é mais desenvolvida, bem como a Unidade Corporal e Conexão de Energia (Gan Jeep Ging). O Poder de Focar o olhar (Ngon Ging), aprendido na Chum Kiu é colocado em prática durante toda a forma.

Biu Jee

Após os primeiros 60 movimentos da forma do boneco de madeira, executados de forma harmoniosa, com energia e estrutura adequada, o aluno torna-se elegível para a consideração de ser ensinado a Biu Jee, ou a forma dos "Dedos de tiro", que mesmo na sociedade moderna de hoje ainda é considerado um privilégio ser mostrado por muitos mestres de Wing Chun. Como outro velho provérbio do Wing Chun, "Biu Jee Mm Chuet Moon" - "A forma dos dedos de tiro não sai pela porta", o que significa que a pessoas estranhas não se deve mostrar os seus segredos. Hoje em dia, alguns mestres abriram-se mais no interesse de difundir a arte. Assim, podemos apreciar a sua altamente e sofisticada técnicas letais. Além de ter concluído os pré-requisitos necessários da Siu Leem Tau, Chum Kiu e da Primeira Parte da forma Mook Yan Joang, juntamente com todos os demais exercícios e técnicas, o aluno deve ser digno de tal conhecimento e deve ter demonstrado consistentemente o sentido de responsabilidade necessário para masterizar a BiuJee. Isto significa não só o autocontrole e confiança, mas também a paciência, a lealdade à escola ea capacidade de conviver com os colegas, abstendo-se de lutar ou não usar do conhecimento de conceitos e princípios do WingChun para outros fins. Se o professor sente que o aluno cumpriu esses critérios, ele ou ela será convidado a participar de um selecto grupo dos melhores alunos da escola para treinar num nível superior.
Ao nível da BiuJee, o aluno começa o treino formal em Chee Gyeuk, ou a técnica do "StickyFoot". A prática do exercício “Pé Pegajoso/Colado” é uma forma de treino controlado para a perna, que tem vários padrões/técnicas de “jogo”, e numa versão de mais livre conhecido como "DoubleStickyFoot", em que a acção de reflexo espontâneo é desenvolvida nas pernas duma maneira semelhante à das mãos.
A forma da BiuJee, através do treino de CheeGyeuk, também engloba groundfighting.DayHaGyeukChee,é um ditado que ensina o lutador de WingChun para atacar e defender quando um ou ambos os lutadores vão para o chão. Os pontapés são treinados a partir de uma posição de “supino”, visando um adversário que se encontra à nossa frente. Várias técnicas dewrestling, choques em nervos, colapsos de junções ósseas, trapping, grabbing, e outras aplicações anteriormente executadas a partir de uma posição de luta em pé são ensinados no nível da BiuJee, são ensinadas a ser aplicadas a partir da mesma posição no chão. Ao aluno também são ensinadas várias soluções para as situações que comumente ocorrem no grappling. No groundfighting do WingChun, o próprio chão também pode ser usado como uma arma. O lutador de WingChun é treinado para esmagar a cabeça do oponente, cotovelo, joelho, mão ou pé no chão duro, ou para fixar a mão ou o pé do inimigo no chão, para destruír os esmagar a junção óssea do oponente.
O treino de Chee Sau também avança mais neste nível. Por exemplo, o exercício
Gwoh Sau CombatStickyHands pode ser praticado com um ou ambos olhos vendados. Múltiplos parceiros no Chee Sau também podem ser praticados por estudantes do nível da BiuJee e ajuda a prepará-los para a possibilidade de múltiplos atacantes em uma situação de combate real. Mais ênfase é colocada sobre a melhoria da capacidade de fechar e deixar o buraco, em ataque e defesa, duma posição onde ambos os lutadores estão separados, sem que a ponte de contactoesta estabelecida. Este treino, conhecido como LutSal Chee Sau, pode ser combinado com o exercício do Chee Gyeuk para criar Lut Sau Chee Gyeuk, que na terminologia do Wing Chun significa luta livre com as mãos e pés.
Outras áreas de desenvolvimento da BiuJee são os exercícios internos e externos, conhecidos como HayGoang (Chi Kung, qigong) e Teet Sa Jyeung (Palma de Ferro). O aluno treina e melhora a capacidade de circular e direccionar o fluxo do Chi, resultando em técnicas mais poderosas e explosivas, enquanto o segundo exercício desenvolve os ossos, músculos, tendões e vasos sanguíneos das mãos para fortalecer e endurece-los. Isto é importante porque para o nível da Biu Jee, o aluno é capaz de gerar uma quantidade substancial de Whipping Power, energia de chicote, (Bau Ja Ging) com as mãos, e estas devem ser fortes o suficiente para suportar o impacto do seu próprio poder potencial e cinético.
Os alunos da BiuJee são incentivados a aprofundar mais as teorias por trás do sistema e a prepararem-se para se tornarem instrutores da arte. Isto implica que eles devem estar completamente familiarizados com todos os aspectos físicos e mentais do WingChun, e espiritualmente desenvolvidos.
Um verdadeiro mestre de WingChun deve ter compaixão, ajudando os mais necessitados e carenciados, os idosos e os pobres. Ele ou ela devem sempre se esforçar para serembem formados e educados, humildes, respeitosos e não-violentos, estabelecendo um bom exemplo para todos os alunos de Wing Chun.



Armas
Depois de atingir um nível substancial de desenvolvimento na forma da BiuJee e todo o conhecimento adicional descrito anteriormente, o aluno está pronto para avançar para o treino com armas. O sistemado Wing Chun tem apenas duas formas de armas:-» "Look Deem Boon” Gwun (“Six-and-a-Half Point” Pole) e o -» “Bot” Jom Doh (“Eight” Slash Butterfly Swords). A história do WingChundiz-nos que estas duas armas foram introduzidas no sistema por Wong Wah Bo e Leung Yee Tai, dois ancestrais mestres da linhagem doWing Chun que eram artistas de ópera chinesa e eram proficientes no uso de vários tipos de espadas, facas, lanças e outras armas antigas Chinesas. Como em todas as outras Wing Chun Kuen (formas), as formas de armas contêm sequências curtas dentro duma sequência total, concebidas para auxiliar os movimentos fluidos para o lado e para sugerir possíveis combinações de técnicas a partir de combinações de princípios que podem ser previamente determinados. A maioria desses fragmentos é constituída por três movimentos, devido ao facto deste ser o número de "fluxo" no sistema. Uma vez que um lutador de Wing Chun atacou, normalmente continua a "fluir" com mais dois movimentos de ataque. Esse "fluxo" é desenvolvido e melhorado através de formas práticas. Um velho provérbio do Wing Chun diz; "Som Jiu Chai Doh" - "Executar três movimentos de uma só vez."

Na forma "Look Deem Boon", ao estudante é ensinado a atacar e defender movimentos com a arma. Alguns desses movimentos são combinados com trabalho de pés, que o aluno já está familiarizado nesta altura, no entanto, existem passos (trabalho de pés) na forma de armas que são exclusivos e raramente são vistos em combate corpo “vazio”. Posturas e trabalho de pés na forma do bastão são geralmente mais baixos do que os das formas de mão para compensar o peso adicional e impulso da arma, e para fortalecer as pernas enquanto a parte superior dos braços e do corpo são fortalecidos pelo rodar e pressão do bastão. Certos movimentos da forma "LookDeemBoon" Gwun exigem ao aluno que mexa o bastão para cima e para baixo ou em todo o corpo na vertical, horizontal ou diagonal. A acção de encaixe nos pulsos e braços desenvolvidos por tais movimentos é chamado Ngahn Ging-"Energia Elástica" e pode ser aplicada a técnicas de mãos vazias. Da mesma forma, trabalhando com o pesado "Bot" JomDoh desenvolve o pulso, antebraço e força de preensão do dedo, enquanto se treina os movimentos básicos de ataque e defesa das facas.
Muitas das técnicas de movimentos e a forma do bastão podem ser aplicadas em casos de luta a curta distância do oponente, bem como em groundfighting quando utilizamos algum membro do oponente e tratamo-los como se fossem o bastão, manipulando-o de forma semelhante.

Ambas as formas de armas são compostas por movimentos baseados em grande parte nos mesmos princípios que as formas de mão sem armas, com algumas adaptações feitas à estrutura das armas e à transferência de energia e focar da mesma numa área menor, como a ponta do bastão ou a da faca.
Durante o período de treino com armas é introduzido ao estudante o uso do Rattan Ring que pode ser colocado nos antebraços durante a prática do shadowboxing, incentivando o aluno a aplicar o movimento de rolar num circulo mais suave para a sua técnica e também melhorar a sua capacidade de fluir suavemente de um movimento para o outro.




Sem comentários:

Enviar um comentário